13 de abr de 2010

Wabi-Sabi



na boca, no canto
   riso, ruga, ranhura
o olho, dissidentes
   vergo, visgo, vesgo
em pele
   cicatriz, tatuagem, arranhado
feridas na alma
   trincados na parede
      limo fresco na sombra dos muros
uma flor morta e seca
   por entre as páginas de nosso livro predileto
e essa sua discreta imperfeição
   que tem minha afeição
      tua linda forma não exposta
         na flor da pele lacrimal
             sinopse sudorosa sonora
               sincera rosa humana
discreta ranhura
   que leva a mente ao cerne da tua coisa qualquer
      desse seu jeito impermanente
         de permanecer em esplendor vivo
quase incomodo
   em minha memória.

Nenhum comentário: