2 de set de 2011

“um livro de folhas esquecidas”

“O ser tem capacidades
Que o não-ser utiliza.”

                                       Lao Tse

Perdidas de suas plantas-mães vão ao chão para se perderem

na putrefação, na desintegração, no tolhimento, no fogaréu

Exiladas de seus galhos-pais vão ao léu para se desfazerem

ao vento, à sarjeta, ao lixo, à fuligem, ao acaso

Este ocaso de todas as folhas que já serviram ao seu propósito

à sua primavera voraz

ao seu eterno retorno dos outonos

Alternações das estações invariáveis que dançam com a morte
                                                                                         
a simples valsa da passagem banal...



 Um Livro de Folhas Esquecidas - Obra Completa



Nenhum comentário: