2 de abr de 2012

“Na Hora do Planeta”



*-31/03/2012 – 20:30h/21:30h-*


Eu desliguei as luzes de minha casa
   & ascendi uma vela no altar de Sophia
Na medida que em mim incidia
   o calmo escuro local...
A cidade em volta reluzia
   & toda a vizinhança iluminada
Assistia televisão...

No escuro
   entreguei-me ao devaneio
      de estar longe, na natureza
Sentado sob um céu estrelado...
Minha pequena vela se tornou uma fogueira
O silêncio uma canção mântrica
E o escuro tinha a proximidade cúmplice
   com irmãos imaginários na fuga onírica
      para uma simplicidade radical...

Nas casas em volta
   os sonâmbulos eram admoestados pela TV
E enquanto ascendiam as luzes
   dos banheiros até para defecarem
Ouviam a TV lhes contar calmamente:
   sobre vazamentos de óleo no mar
   sobre o massacre de pessoas em guerras
   sobre os novos milionários da loteria
   sobre a violência nas favelas
   sobre a corrupção política que nos governa
   eteceteras & tais na mesma medida...

No escuro & só
Senti toda essa minha solidão
   como a de outros milhares naqueles instantes...
Remeti assim à Mãe Terra
   uma prece por perdão
      sem mesmo saber se merecemos...
E Ela não me falou sobre perdão
Ela não me falou sobre o certo ou o errado
Ela não me falou sobre o bem & o mal...
Mas Ela me falou sim sobre Escolhas!

Na sonolência ritual que se assomou em mim
O Grande Espírito me disse
   que não se podia falar também
      sobre escolhas boas ou más
Porque o ruim nunca é opção
O ruim é sempre resultado da passividade
E escolher é optar sempre pelo bem
Pois toda escolha sempre remete a partir de si
   através de um ato de Amor
Escolher é um ato de amorosidade
   que sempre opta por entre possibilidades
      que emanam de fatores positivos & bons...

Nas luzes acesas da cidade
Estão expressas a determinação ignorante
   de uma autodestruição idiota a que meus vizinhos
      decidiram passivamente se entregarem
Com sua decisão burra ou desinformada de deixarem
   as coisas continuarem sendo ruins...
A política corrupta
As novela estúpidas
Os pastores midiáticos
A crise financeira
A cultura do medo
Tudo às claras iluminado pela luz fria & incansável
   da fome e da morte civilizatória...

O recado foi enviado
O recado da maioria
A prece por castigo & apocalipse
Mas o Grande Espírito irá escolher
   no pouco bem que nós demos como opção
      sobre nossa própria concernente questão
O Grande Espírito optará pelo Amor
Seja como Maitreia ou Quetzalcoatl...
Fará crescer o bem que nós como família humana merecemos
E para aqueles que como eu
Que paramos uma hora dentro do escuro silencioso
   & começamos por escolha própria a reviver a força
      do antigo arcaico que há de retornar
Será menos árdua a tarefa de recomeçar!


Nenhum comentário: