4 de jul de 2013

Surrealismo Enphlexyon: Fratura na Matéria

...fratura na matéria / trinca em profusão / todas as coisas / tornando-as infindas / A rachadura por onde a luz entra / a fissura por onde o desejo acode / a natureza por onde a existência penetra / Turbilhonicamente / se auto-refletindo / Edípico épico em cada fractal / de uma auto-observância comum / Assim eu encontro eu / & as coisas se conscientizam de si / sem consciência interior terem / Reflexões de reflexos do fim em si mesmo / Sonhos reais...
...fratura imaterial / que em profusão destranca / todas as coisas / abrindo o finito / A fenda por onde a luz  sai & foge / o abismo por onde o desejo se esparrama & renova / a recorrência por onde a existência se implica / Redemoinicamente / auto-replicando-se / Épico edípico em todos os fractais / de uma auto-relação incomum / Assim perco-me de mim / & as coisas se esquecem de si / com um inconsciência iluminadora / Irreflexões de reflexos do si mesmo em um fim / Realidade dos sonhos...
do concreto o lepus sai
pronunciando o céfalo que invade a realidade
vitrificamente se opõem como no espelhohlepse
a ave parda de menção calma
o ralo é sua divisa
a grelha seu abismo
e do concreto sujo de lodo e graspas
as carpas emergem para respirar do ar
que se curva na curva do fractal kalaschacritto
dando forma à 1/2 parte de do 1/4 total que se faz 1
pois toda essa pequena realidade
fuga insana do peso de trinta e nove dias
não se cheira nem na inspiração
mas é apenas o neutro do nada
que a mente adicta quer medosar
finalmente de sua loucura carência
exercícios de uma genialidade incompreensível
até se dia-gnósticada delirivm-tremvm
...!?!...

Nenhum comentário: