23 de mai de 2015

O Cão & o Prego

   Ontem deixei meus pés me levarem rumo à uma pequena garagem em volta da rodoviária de Ribeirão Preto, ali há um Templo Espiritualista. Incauto, vi as portas abertas e me dirigi até lá e perguntei se eu podia ver a celebração, ao que fui prontamente convidado a entrar.
   Na abertura um senhor, que não guardei o nome, fez uma explanação, onde contou a seguinte estória:

   Um homem viajava por uma estrada no meio do deserto, até que chegou à um posto de gasolina muito precário, no meio daquele nada.
   Parando ali para abastecer seu carro ele foi atendido por um frentista que era uma pessoa aparentando ser muito simples, com seu macacão puído, como tudo em volta.
   Enquanto o frentista abastecia o carro, o homem ouviu um uivo, e olhando lá nas imediações do posto, viu então que era um cachorro que uivava e parava, depois soltava outro gemido e parava, sempre uivando e abaixando a cabeça.
   A situação incomodou o homem que foi conversar com o frentista.
   - O senhor sabe o que aquele cão tem? Por que ele fica uivando? Tá doente?
   O frentista respondeu:
   - Sei sim o que se passa com ele! É que ele está deitado em cima de um prego, e fica gemendo de dor por causa disso.
   O homem achou aquilo estranho, e logicamente perguntou ao outro:
   - Ora, então por que ele não se levanta de lá e vai para outro lugar?
   E o frentista respondeu:
   - Bom, é porque o prego ainda não o incomodou bastante ao ponto de ele não suportar e aí ter que tomar uma atitude....

***

   E assim cada um encontra o que procura, e eu fui buscar essa mensagem, não me pergunte por que forças ou acasos, apenas dentro das noites mais escuras de minha vida, eu recebi perdão e amor de volta. Eu sou o cão com um espinho que não aguentou mais, e agora o carrego comigo, mas pelo menos posso mudar de lugar.


Nenhum comentário: