11 de fev de 2016

Poemas de Safo

Como se uma só alma não chegasse para te amar, sinto duas almas em mim...

***

Quando morreres, irás despojada para o reino dos mortos, onde entrarás obscura e obscura te diluirás no lago das sombras. Nem o Sol nem a Lua te recordarão sobre a Terra, porque os teus olhos, cegos pelo brilho do ouro, não foram capazes de ver as rosas fulgurantes da poesia.

***

És como a maçã doce, infinitamente perfumada, que se ruboriza no cimo do mais alto ramo da macieira. Julgam alguns que se esqueceram de ti os colhedores, mas eu sei que não se esqueceram, apenas não puderam chegar lá, maçã doce, abandonada no orgulho da tua solidão e do teu perfume.

***
Safo de Lesbos


Nenhum comentário: