27 de jun de 2017

.:S.A.U.D.A.D.E:.

Poema I

 .:N.Ó.S.T.O.S:.

Hoje está mais cortante
   mais afiada do que nunca
      como lâmina de bisturi...
Hoje está mais pesada
   mais titânica do que sempre foi
      como o tom das toneladas...
Hoje está mais caustica
    mais acida do que consigo aguentar
       como magma nas entranhas da memória...
Hoje a saudade cobra seu saldo,
    em todas as fogueiras sob as estrelas,
        em toda a distância que pensamento nenhum cobre
           & nenhuma dobra une......
Vem & me mata de excesso, não de carência
      não me deixe acrescer mais conteúdo à essa palavra
         que começa com sal das lágrimas
            & termina com as eras da impossibilidade.
Saudade, palavra atual de toda falta
    corte, peso, dissolução
      que ata, dá asas, coagula
         o sentimento que não passa!

Poema II
 .:Á.L.G.O.S:.

Saudade certeza
    de que o passado foi bom
       & o amanhã será perfeito!
Saudade ilusão
    de que ontem eu sentia saudade
       e hoje eu sinto desolação!


Nota
.:G.E.N.E.A.L.O.G.I.A:.
-Saudade: lembrança nostálgica e, ao mesmo tempo, suave, de pessoa ou coisas distantes ou extintas, acompanhada do desejo de tornar a vê-las ou possui-las, nostalgia.

-Nostalgia: melancolia, saudade. Vocábulo criado pelo médico suíço Hofer em 1678, composto por nóstos (regresso) + álgos (dor).


Nenhum comentário: