3 de nov de 2012

A Rosa Rota de Cada Um

já descansei bastante
   no peso de mil mortes
encontrei um só caminho
enquanto caminhava dez mil quilômetros
repousei ao máximo
   enquanto cruzava uma cordilheira
carregando uma árvore nas costas
   e uma alma no timo

agora é hora de trabalhar
   a tarefa da grande obra dourada
agora é a vez de me esforçar
   pelo descanso do amor
construir minha morada
   onde o fogo não se apaga

plantei minha árvore
   sua sombra é minha justiça
na casa eu repouso, da árvore como o fruto
agora é hora de ensinar

na casa eu asso o pão, na sombra da árvore enxugo o suor
agora é hora de voltar
   ao jardim de meus sonhos puros...

Nenhum comentário: