2 de nov de 2016

Ser para a Morte, Ser para a Sorte

                                                                                            Nascidos, querem viver e ter (m/s)ortes,
                                                                                         ou melhor, descansar, e deixam filhos
para que outras (m/s)ortes sejam geradas.
Heráclito (B20)


 
 “O amor é a compensação da morte”, disse Schopenhauer.

   “Uma compensação deveras injusta!” - direis, pois há os que não amam & os que não são amados, os que não conheceram o verdadeiro amor, porém conhecerão a verdadeira morte & a experimentarão pessoalmente...

   Injusta? Ora, se não te esforçaste para amar, apesar de ter entrado na vida, não deves reclamar então da justiça que é morrer. Eis o preço da vida, gratuito até, um golpe de sorte!

   A vida nos presenteou com a morte para aprendermos a amar.  


   Vida é morte, amor & sorte...




Nenhum comentário: