21 de dez de 2012

13.0.0.0.0 - 21 de Dezembro de 2012


“Quando o relógio soar
os poderes do ser
prevalecerão
sobre os seres de poder”
 (S. Williams)

 Ultimamente muito se tem falado sobre o dia 21 de dezembro. Deixando de lado tudo que foi feito para ganhar dinheiro e não para informar, o que fica mesmo na mente popular é o velho clichê fácil de denegrir do “Fim do Mundo”.

 Mas a questão é profunda e merece o devido respeito, apesar do nosso filtro cultural não deixar muitas opções. Parece que nossa sociedade tem uma compulsão por apocalipses (e audiência).

 A relevância desta data em princípio gira em torno do povo Maia, que baseados em uma relação espiritual com o Cosmos e com o Tempo, a cerca de 3 mil anos dataram o fim de um ciclo de 5126 anos concordando aí com a volta de sua divindade Kukulcan, também conhecido como Quetzacoalt, o responsável pela transmissão da civilização e pelo tempo, representando mais profundamente o arquétipo da união do espírito com a matéria.

 Os Maias acreditavam que com o retorno de Kukulcan, a Serpente Emplumada, ele impulsionaria a consciência humana a novos estágios superiores de pensamento, nascendo assim uma nova civilização.

 Esse povo entendia que o desenrolar de fatos celestes relacionavam-se também com transformações no mundo e na mente humana. Assim em 21/12/2012, com um evento raro na escala cósmica, que é o traslado do Sol pela região que aponta o centro de nossa galáxia, significaria que a humanidade estaria também na posição de encerrar um grande capítulo de sua história e começar outro. Assim no céu como na terra!

 Tal evento implica muitas coisas profundas que não tenho aqui espaço para tratar. Mas o fato de se notar é que a humanidade parece preferir que o mundo acabe efetivamente a ter que mudar suas opiniões.
 E é disso que se trata a data. Mudança de consciência.

 Nós, estabelecidos no Tempo, o temos como aliado. As lições que podemos tirar da História é que sempre o futuro que aguardamos somos nós mesmos, o presente é então  quem fomos no passado. A data em questão trata de nos propor agora uma Novidade.

 Eu não penso em algo fantástico, penso no que quer dizer Consciência. Quando cometemos um ato ruim, este ato passa a nos dominar (até o repetirmos inconscientemente). Mas quando fazemos o bem, parece que isso nos liberta.
 Então no dia de um raro evento cósmico, em que nossos olhos nem mesmo poderá vê-lo às 8:13h, nossa consciência entretanto estará sendo conclamada por antigas profecias a não olhar para o céu, mas para o lado, para o outro. Ter consciência é ter atenção.

 Os perigos para humanidade são reais e grandes, fins do mundo já estão em andamento, o sistema permite massacre de crianças, fome articulada, destruição ambiental, corrupção. Mas a consciência é sempre chamada a acordar, até mesmo pelos velhos sinais de estupidez a novidade faz notar sua urgência.

 Devemos perceber e acolher a novidade proposta por esse dia e sermos atenciosos uns com os outros. Estamos atolados pela ignorância do passado e devemos ter coragem para ser um agente de transformação;

 Externalizando nossas crenças com respeito rumamos a ser verdadeiramente humanos, em esclarecimento.

 É a mente e não as coisas materiais que faz o mundo ser como é. A novidade do dia 21 deve ser nossa própria consciência dedicada à harmonia e fazer o que for preciso para um mundo melhor.

 Um bom dia a todos. Para todo o futuro!

Hoje é Sexta-feira 21 de Dezembro de 2012 

Data Maia de hoje:
13 . 0 . 0 . 0 . 0
4 Ahau
3 Kankin

1 dia até 0.0.0.0.0

Nenhum comentário: